•▄▀• POSTAGENS MAIS RECENTES

terça-feira, 25 de março de 2008

Proibido o corte de orelha nos cães

A matéria é do site G1, o portal de notícias da Globo (www.globo.com/g1).

O Conselho Federal de Medicina veterinária proibiu o corte de orelhas e recomenda que não se corte caudas de cães, por considerar que essas práticas são uma mutilação do animal.

Muitos donos acreditam que seus cachorros ficam mais bonitos de rabo empinado ou quase sem orelha. A mudança no visual só é possível, na maioria dos casos, após uma cirurgia nos animais.

A prática é muito comum em cachorros treinados para o combate, como as raças pit bull e rottweiler, mas veterinários dizem que a operação é perigosa. “Não existe necessidade de expor o animal a um risco anestésico ou de pegar uma infecção durante a cirurgia. É um risco desnecessário, que o animal não precisa correr”, argumenta o veterinário Gustavo Seixas.

O Conselho Federal de Medicina Veterinária proibiu nesta quarta-feira (19/03/08) duas práticas muito comuns no Brasil: a conchectomia, que é o corte da orelha do cachorro, e a onicectomia, que é a retirada da unha do gato.

Segundo o conselho, a decisão foi tomada porque é preciso estabelecer uma convivência de respeito mútuo entre o animal e seu dono, e as cirurgias não trazem nenhum benefício aos bichos. A proibição pretende estimular os donos a conhecer os animais como eles realmente são e evitar as mutilações.



Leiam a matéria completa em: http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL357957-5598,00.html

2 comentários:

  1. Kamila Peres - peres.kamila@gmail.com27 de abril de 2008 23:30

    Li hoje uma matéria sobre o corte de orelhas no animal, e fiquei em dúvida... Pois me deparei com o seguinte texto:

    "Algumas raças foram criadas, desenvolvidas pelo homem com um determinado propósito, com uma função mais apurada que outras raças, e desde esta formação, observamos que o homem vem cortando as orelhas de cães de determinadas raças para protegê-los de prováveis injúrias, inflamações, dor, dilatação, infecção e vulnerabilidade na convivência com outros cães. Observamos que o corte de orelha tem uma finalidade fisiológica e não puramente estética, pois os cães com orelhas cortadas tem mais movimentos nas orelhas pelo seu tamanho reduzido e posicionamento ereto, e conseguem se proteger melhor dos problemas do dia a dia, aguçam mais a audição pelo formato em concha das orelhas, e mergulham melhor quando estão dentro da água. O corte de orelhas é opcional, mas é uma ação profilática, vai evitar problemas que fatalmente atingiriam seu cão em alguma fase de sua vida."

    Se você puder esclarecer por e-mail (que está incluído no campo Nome) fico agradecida... Tenho um cão da raça Schnauzer e sei que tem um grande risco de otite, inclusive pela má circulação de ar que tem, pois a orelha é grande e fica sempre caída...
    Agradeço pela atenção!

    ResponderExcluir
  2. Kamila, o corte do rabo e das orelhas dos cães teve um propósito... no passado muito passado que ficou lá atrás, na época da criação das raças. Os cães de briga por exemplo, que eram postos para lutar até a morte uns com os outros, tinham as orelhas cortadas porque as mesmas são muito vascularizadas e quando o rival mordia, sangrava muito. Além do mais, as orelhas penduradas eram um ponto frágil e um alvo fácil para o outro animal.

    É verdade que as orelhas caídas são mais suscetíveis a otites, mas nada que uma limpeza constante não possa prevenir! É verdade também que as orelhas eretas melhoram em parte a audição e a linguagem de comunicação do cachorro (as orelhas eretas têm mais mobilidade e mostram mais claramente as emoções do cão), e para isso a opção de deixá-las eretas, mas sem cortá-las, ainda está disponível.

    Quando o cão fica com as orelhas eretas naturalmente, como os pastores alemães, ótimo. Mas seu schnauzer viverá igualmente bem com as orelhas caídas, sem precisar passar um bom tempo com as mesmas unidas por talas e esparadrapo.

    (Essa resposta foi enviada por e-mail, por solicitação da leitora)

    ResponderExcluir

•▄▀• OUTRAS POSTAGENS NOS LINKS ABAIXO